Vicentina, 21 de Maio de 2019
2019-02-28 - 07:30:00

Ronaldo do Lanche pede construção de casas populares em Fátima do Sul

Pedido foi apresentado através de requerimento em sessão da Câmara Municipal e destinado ao Governador Reinaldo Azambuja e a Prefeita Ilda Machado.

MS 24h
Requerimento solicitando novas unidades habitacionais para Fátima do Sul foi apresentado e aprovado em sessão da Câmara Municipal - Foto: MS 24h / Arquivo

Por entender ser de vital importância e esperando contar com o pronto atendimento por parte do Governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja e da Prefeita Municipal, Ilda Machado, o vereador Ronaldo do Lanche (DEM), apresentou requerimento 09/2019 na sessão da última terça-feira (26) da Câmara Municipal, solicitando a construção de casas populares em Fátima do Sul e no distrito de Culturama.

Em conversa com nossa reportagem, o vereador disse que o pedido vem após a visita do Governador do Estado ao município de Vicentina na segunda-feira (25), quando na oportunidade foram entregues 100 unidades habitacionais a população, e onde Reinaldo firmou compromisso com o prefeito Marquinhos do Dedé em construir mais 76 unidades.

Ronaldo lembrou que em 2016, o governador visitou Fátima do Sul e garantiu a construção de 242 casas populares, porém devido ao pleito eleitoral daquele ano e com a troca de prefeito, as referidas casas não saíram do papel. O vereador destacou que no final de 2016 a secretária de habitação do estado, Maria do Carmo Avesani Lopez visitou o município Favo de Mel, e na oportunidade esteve no terreno onde deveriam ser construídas as unidades habitacionais para estudo sobre o projeto de construção das referidas unidades.

Secretária de Habitação do MS, juntamente com vereadores, secretários e o ex-prefeitos Júnior durante visita o local onde deveria ser construída as 242 casas - Foto: Ribero Júnior / MS 24h /Arquivo

Ronaldo disse que as casas prometidas pelo governador deveriam ser construídas através do programa Lote Urbanizado do Governo do Estado, em parceria com o município. O terreno para a construção das novas unidades habitacionais está localizado entre o bairro Jardim São Paulo e a Linha do Iguassu.

De acordo com o vereador o pedido de unidades habitacionais para Fátima do Sul e Culturama visa atender a população mais carente, e que sonha em um dia ter sua casa própria. 

"Pensando nas famílias que pagam aluguel mensalmente, que sonham em ter sua casa própria, solicito ao governador Reinaldo Azambuja, que olhe por Fátima do Sul e viabilize recursos para a construção de novas unidades habitacionais. Peço a prefeita Ilda Machado, que não meça esforços para viabilizar tais recursos, pois sabemos que terrenos existem para serem construídas diversas unidades. Vicentina entregou 100 unidades em 2017 e agora em 2019 mais 100, e o governador já garantiu mais 76, podendo chegar até a 100" - destacou Ronaldo.

O vereador finalizou seu pedido dissendo. "Se Vicentina, com menos habitantes que Fátima do Sul pode construir 76 unidades, nosso município com mais do triplo de habitantes pode construir muito mais, precisamos de apoio e emprenho de todos, para que o sonho da casa própria de muitos, se tornem realidade" - findou Ronaldo.

Sobre o Programa Lote Urbanizado
O programa lote urbanizado do Governo de MS, no qual deveriam ser construídas as 242 unidades habitacionais em Fátima do Sul, visa atender famílias em situações de risco ou de vulnerabilidade. Realizado em parceria com os municípios a Agencia Estadual de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul (AGEHAB) é responsável por subsidiar a construção da fundação de uma residência até o contrapiso, fossa séptica e o sumidouro, que será a primeira fase da construção e tem prazo de seis meses para a implantação.

O município parceiro é responsável pela doação do terreno regularizado perante o cartório, com o devido licenciamento ambiental, dotado de infraestrutura básica com água, energia, arruamento e iluminação pública. A prefeitura também irá prestar assistência técnica ao selecionado, a qual consistirá em acompanhar a execução da 2ª etapa da obra, por intermédio de, no mínimo, um profissional responsável técnico pela execução da obra e de um mestre de obra, para orientar a autoconstrução.

O Governo firmou parceria com o SENAI para a realização de curso profissionalizante em construção civil, que cada Família beneficiada tem direito de indicar um membro para participar e no final da obra ser formados com diploma do SENAI no curso citado.

Na época, secretária de Habitação visitou o município e explicou como deveria funcionar o projeto Lote Urbanizado - Foto: Ribero Júnior / MS 24h /Arquivo
© 2012 - 2015 - VicentinaInforma - Todos os Direitos Reservados
Desenvolvido por: Ribero Design
(67) 9979-5354